Consultório José Caminha – Broncofibroscopia

Cessação Tabágica

A dependência do tabaco é, hoje em dia, considerada uma patologia crónica que merece e justifica tratamento, pois é causa importante e evitável de doença e de uma em cada cinco mortes.

Setenta em cada cem fumadores gostariam de deixar de fumar.

Por ano, um terço desses fumadores tenta deixar de fumar o que, (quase) nunca é fácil dada a acção aditiva da nicotina.

O tratamento desta dependência requer muitas vezes intervenção especializada e repetida, aumentando a taxa de sucesso da cessação tabágica. Três em cada cem fumadores que deixaram de fumar por moto próprio estarão abstinentes ao fim de um ano. Trinta a cinquenta em cada cem fumadores tratados em centros especializados continuarão sem fumar ao fim de um ano.

Os benefícios da cessação tabágica para a saúde incluem a normalização da pressão arterial e do ritmo cardíaco e aos quinze anos o risco de acidente vascular cerebral do ex-fumador  torna se igual ao do não fumador.

Planificação da consulta de Cessação Tabágica

Na fase inicial :

       Preenchimento de protocolo da consulta que inclui:

  • Avaliação da motivação para deixar de fumar;
  • Avaliação da dependência da nicotina e questionário de fumo passivo;
  • Doseamento do monóxido de carbono no ar expirado;
  • Provas da função respiratória e radiografia pulmonar para rastreio das doenças respiratórias associadas ao tabagismo;
  • Rastreio de outras doenças associadas ao tabagismo;
  • Elaboração de plano de tratamento individualizado, em função da data definida para a abstinência tabágica;
  • Esclarecimento de questões relacionadas com o tabagismo e a cessação tabágica.

Em fases seguintes :

  • Preenchimento de protocolo da consulta;
  • Doseamento do monóxido de carbono no ar expirado;
  • Continuação do tratamento médico;
  • Vigilância e tratamento médico de doenças pulmonares associadas ao tabagismo;
  • Apoio comportamental;
  • Esclarecimento de questões relacionadas com o tabagismo e a cessação tabágica.

 

 

Links Complementares: