Consultório José Caminha - Alergologia Respiratória

Alergologia Respiratória

A asma é uma doença inflamatória crónica dos brônquios. Origina redução de calibre dos brônquios. Ficando mais estreitos, o ar sai e entra nos pulmões com mais dificuldade. Este estreitamento é provocado pelo aumento de espessura da parede dos brônquios, pela contracção dos músculos que existem à volta dos brônquios e pela maior quantidade de secreções que os brônquios produzem.

Os sintomas da Asma são a dificuldade em respirar, a pieira ou chiadeira, a sensação de opressão do peito, a tosse e o cansaço.

A intensidade dos sintomas é muito variável de doente para doente e mesmo em cada doente, já que podem ser muito frequentes ou passarem dias, semanas ou meses sem sintomas. A intensidade das crises pode também ser muito diferente de dia para dia.

As crises de asma pode ser provocada por alergénios, exercício físico, riso, frio, certos alimentos ou seus aditivos, fármacos, etc.

Alergénicos mais comuns

Chama-se alergénios a substâncias capazes de provocar alergia, como o pólen particularmente de ervas daninhas, os ácaros do pó da casa, o pêlo de animais, etc.

  • Ácaros: microrganismos microscópicos que vivem nos colchões, almofadas, roupas guardadas e em muitos outros locais do nosso quotidiano.
  • Pólen: É uma das causas mais frequentes de crises de asma. A polinização faz-se principalmente na Primavera e é nesta altura que os asmáticos alérgicos aos pólenes têm sintomas. Pode não haver sintomas no resto do ano.
  • Alimentos: Alguns alimentos podem provocar asma, nomeadamente o leite, o amendoim, mas por vezes não são os alimentos a única causa da asma.
  • Medicamentos: O ácido acetil-salicilico (a vulgar aspirina), a penicilina, entre outros, podem provocar asma. Se for alérgico a um medicamento, tome nota do seu nome. Sempre que o seu médico receitar medicamentos informe-o de quais não pode tomar.
  • Exercício físico: O exercício pode causar crises de asma. No entanto isso não deve levar a evitar o exercício físico. Há vários medicamentos que previnem as crises provocadas pelo exercício físico.

Algumas substâncias não causam asma mas agravam-na. Isso acontece por exemplo com o fumo do tabaco, a poluição do ambiente ao ar livre ou no interior dos edifícios.

As variações de temperatura, principalmente o ar frio são capazes só por si de causar crises de asma. «Constipações» podem também causar crises de asma.

Tratamento da asma

O tratamento da Asma assenta essencialmente no seguinte:

  1. Evicção dos desencadeantes: Se é alérgico aos ácaros deverá ter um especial cuidado na limpeza do pó do seu quarto. Na primavera evite as janelas abertas e se possível, proteja-se nos dias de muito vento. Nesses dias, há mais pólen no ar. Se é alérgico a cães e gatos não os deve ter. Não deve comer nem beber alimentos que sabe causarem-lhe sintomas respiratórios.
  2. Tratamento preventivo: Consiste no uso de medicamentos que evitam o aparecimento dos sintomas. São medicamentos que se devem fazer, por vezes mesmo sem sintomas. Os corticóides inalados são os medicamentos mais eficazes na prevenção das crises de asma. Podem e devem por vezes associar-se a outros medicamentos.
  3. Tratamento das crises: Em crise, devem-se usar corticóides inalados, por vezes orais e broncodilatadores inalados, bem como outros medicamentos.
  4. Tratamento dessensibilizante: Em certas situações de Asma e/ou Rinite alérgica, a dessensibilização vulgarmente conhecida como “vacina”, é segura, bem tolerada e pode ser muito eficaz. Nestes casos, constitui o tratamento da causa da doença alérgica e como tal o modo mais adequado de conseguir o completo controlo da doença sem necessidade a recurso de qualquer outra medicação.

A melhor maneira de tomar um medicamento para a asma é inalando-o, isto é, respirando-o. Consegue-se um efeito mais rápido, com doses mais pequenas e menos efeitos indesejáveis. Os inaladores são dispositivos que permitem administrar os medicamentos directamente para os brônquios. Existem sob várias formas, nomeadamente em aerossóis pressurizados e inaladores de pó. Os inaladores permitem distribuir um medicamento de uma forma mais rápida, eficaz,  com doses mais pequenas e com muito menos efeitos secundários.

Tem com frequência crises de espirros, com acentuado ”pingo do nariz” (rinorreia), com comichão (prurido) no nariz e olhos?

Acorda durante a noite com tosse seca e dificuldade em respirar?

O exercício físico desencadeia falta de ar?

Pode ter uma alergia  a causar Rinite e Asma.

Saiba que a asma embora talvez não tenha cura, controla-se bem com alguns cuidados e hoje em dia e na maior parte dos casos é possível ter Asma controlada que permite fazer uma vida completamente normal.

A natação é um excelente desporto para o doente com asma. Desenvolve os músculos respiratórios, melhorando muito a capacidade respiratória. Há outros desportos também indicados como o remo, o andebol, o basquetball.